Fabricado na França, o Renault Zoe é o carro elétrico mais vendido na Europa e chegou ao Brasil reestilizado, com maior autonomia e até pouco tempo atrás, era o elétrico mais barato do Brasil, custando a partir de R$ 204.990 na versão de entrada.

Recentemente, a Jac Motors anunciou o lançamento para o mês de setembro do subcompacto e-JS1, que vai custar em torno de R$ 150.000. A Renault, focada na mobilidade sustentável, se uniu ao projeto Carbono Zero e levou carros 100% elétricos (Twizzy, Zoe e KANGOO Z.E. MAXI) para Fernando de Noronha. Esses carros são carregados num ecoposto que fornece carregamento à base de energia solar, que também é estendida à população.

O Zoe sofreu mudanças estéticas trazendo novos faróis, em full LED, com assinatura em formato de C, luzes de neblina e novo para-choque. O capô foi redesenhado e ele traz um excelente porta-malas para seu tamanho, com capacidade de 338 litros, tendo tido melhora também no acabamento interno.

Em seu interior, o Renault Zoe tem regulagem manual dos bancos, direção elétrica, partida por botão, e vários assistentes de segurança como airbags frontais e laterais, assistente de partida em rampa, entre outros.

Mas o principal atributo, obviamente é o fato de não emitir carbono, resultado de seu motor elétrico com potência de 135 cv entre 4.200 e 1100 rpm, com torque máximo de 25 kgfm entre 1.500 e 3.600 rpm. A velocidade máxima que ele atinge é de 140 km/h e faz de 0-100 km/h em 9,5 segundos, tudo isso abastecido por uma bateria de íons de lítio de 52 kWh.

A recarga dele pode ser feita de forma rápida, em torno de 1h05 com até 80% de eficiência ou feita em wallbox de 74 kW para 100%. Se você já está pronto para aderir a essa nova tecnologia e, digo pronto não apenas com relação à conscientização, mas também ao bolso, o Zoe é uma excelente solução.

Fonte:https://carsughi.uol.com.br/2021/08/avaliacao-renault-zoe-o-carro-eletrico-mais-vendido-na-europa-tem-agora-autonomia-de-385-km/