A Desten, uma empresa de baterias fundada em 2015 com sede em Hong Kong, China, está trabalhando duro para tornar o carregamento de carros elétricos mais rápido. E se o tempo de recarga continua sendo um empecilho para muitos motoristas, além da autonomia, ele poderia justamente amenizar este último por ser muito mais rápido.

A empresa chinesa acaba de anunciar uma importante novidade, invocando sua tecnologia de célula de bateria, que promete uma recarga ultrarrápida em menos de 5 minutos. Mais precisamente, a empresa afirma que suas baterias podem ser recarregadas de 0% a 80% em 4 minutos e 40 segundos!

O protótipo de bateria e o veículo elétrico estão prontos para carregar a até 900 kW, o que é cerca de três vezes a potência máxima dos carros disponíveis atualmente (270 kW para o Porsche Taycan).

A Desten não explica os detalhes (química) de sua tecnologia, mas espera-se que as baterias sejam usadas no Piëch GT, o primeiro carro elétrico suíço, que deve estrear em 2024 e ter uma bateria de 75 kWh e, portanto, a capacidade de recarregar em 5 minutos. A autonomia deste carro será de 500 km pelo ciclo WLTP, o que corresponderia a 150 Wh/km.

Para alcançar esses números, a empresa trabalhou tanto nos materiais utilizados para a bateria quanto nas estruturas de células, adotando novas composições químicas e desenvolvendo linhas de produção específicas. Como resultado, as baterias da Desten mantêm alta estabilidade térmica e são extremamente resistentes ao superaquecimento, permitindo-lhes suportar recargas muito mais potentes.

A empresa obteve certificação de órgãos externos de que a bateria, mesmo sob estresse, nunca excede a temperatura externa em mais de 15 graus Celsius. Isso lhe rendeu, por exemplo, a certificação de segurança UN 38.3. E nem mesmo a necessidade de um sistema de resfriamento líquido, o que é vantajoso em termos de custo e peso.

Outra vantagem dessas baterias, e não menos importante: elas seriam extremamente eficazes para frenagem regenerativa. Além disso, como recarregam de forma muito rápida, podem, portanto, ser reduzidas em tamanho para oferecer desempenho equivalente ao das baterias convencionais.

Veja mais:https://insideevs.uol.com.br/news/541771/carregador-super-rapido-carros-eletricos/