A fabricante de baterias Form Energy, nos EUA, anunciou a criação de uma célula de energia de ferro-ar que consegue reter eletricidade por até 100 horas. O dispositivo que pode ser usado no armazenamento de energias renováveis, como solar e eólica, é 10 vezes mais barato que uma bateria de lítio convencional.
“Conduzimos uma ampla revisão das tecnologias disponíveis e reinventamos a bateria de ferro-ar para otimizá-la para o armazenamento de energia por vários dias na rede elétrica. Com esta tecnologia, conseguimos disponibilizar energia renovável quando e onde ela for necessária, mesmo durante vários dias de clima extremo ou interrupções na rede”, afirma o CEO e cofundador da Form Energy Mateo Jaramillo.

Gigante notável
Seria ótimo poder usar baterias tão resistentes em carros ou smartphones, mas as células de ferro-ar ainda são muito grandes — cada uma tem o tamanho de uma máquina de lavar roupas. Elas funcionam em enormes conjuntos, capazes de armazenar quantidades maiores de eletricidade por longos períodos.

Como em uma bateria AA convencional, as células de ferro e eletrodos de ar são empilhadas dentro de um eletrólito não inflamável feito à base de água. Quando agrupadas em uma área de cerca de 4 mil metros quadrados, milhares de baterias juntas poderiam fornecer até 1 MW de eletricidade, energia suficiente para abastecer 1.500 casas.

Esquema de funcionamento da bateria de ferro-ar (Imagem: Reprodução/Form Energy)
“A tecnologia de armazenamento de energia de vários dias que desenvolvemos possui um potencial empolgante para superar a questão do fornecimento intermitente e suavizar os picos na distribuição na energia renovável, já que a bateria de ferro-ar “respira” oxigênio quando é descarregada”, explica o chefe de pesquisa e desenvolvimento da ArcelorMittal — fabricante de aço que financia o projeto — Greg Ludkovsky,

Mais barata
Baterias com tecnologias atuais custam em média US$ 80 (cerca de R$ 400) por kWh (kilowatts hora) de armazenamento. Segundo a Form Energy, as novas células de ferro-ar podem ser comercializadas por menos de US$ 6 (cerca de R$ 30) por kWh. Além disso, como são feitas de um material seguro, barato e abundante na natureza, elas poderiam se tornar uma fonte viável de eletricidade durante o ano todo.

A Form Energy espera que o primeiro complexo energético dos EUA, feito exclusivamente com baterias de ferro-ar, esteja em pleno funcionamento até 2025. A ideia da empresa é implantar soluções parecidas em diversos pontos do país para reduzir o custo da eletricidade e garantir o abastecimento contínuo em regiões com grande concentração populacional.

“Um ponto a ser considerado é o preço por unidade, já que estamos falando de grandes quantidades para fornecer um abastecimento de qualidade e intermitente. As baterias de ferro-ar podem ser a chave para a substituição gradual de sistemas baseados em combustíveis fósseis extremamente caros e nocivos ao meio ambiente”, completa Mateo Jaramillo.

Fonte:https://canaltech.com.br/inovacao/bateria-de-ferro-ar-10x-mais-barata-que-o-litio-armazena-100-horas-de-energia-190895/