A exploração da maior central solar do país vai evitar anualmente a emissão de 177 mil toneladas de CO2 e permitirá abastecer de eletricidade o equivalente ao consumo de 200.000 casas.

O desenvolvimento de baterias com nióbio para caminhões elétricos e outros veículos pesados do tipo é uma parceria entre a gigante montadora Volkswagen e a CBMM, líder mundial na produção e comercialização de produtos de nióbio. As novas baterias devem incentivar o mercado de automóveis eletrificados no Brasil. Isso porque, a aplicação desse metal nas baterias torna possível que as recargas sejam ultrarrápidas.

As baterias com nióbio para caminhões elétricos e outros veículos pesados da Volkswagen serão desenvolvidas no Japão. É lá que já existe uma parceria entre a CBMM e a Toshiba. A montadora será a primeira a testar essa tecnologia no Brasil.

De acordo com os especialistas, o nióbio aplicado nas baterias dos veículos elétrico permitirá uma carga total de menos de dez minutos. Com o tempo de recarga ultrarrápido diante alto preço dos combustíveis, a Volkswagen sai na frente na disputa sobre quem vai conseguir tornar os carros elétricos uma opção cada vez mais viável para os brasileiros.

“Há três anos acumulamos experiência na eletrificação e agora aplicaremos essa expertise para viabilizar uma nova tecnologia em baterias. Nosso centro de desenvolvimento de e-Mobility em Resende (Rio de Janeiro) usará nossa patenteada arquitetura modular para veículos elétricos para expandir a plataforma, que iniciou no e-Delivery, e agora avança para novos modelos. Essa aliança com a CBMM será mais um importante elo rumo à mobilidade do futuro”, comenta o presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus, Roberto Cortes.

Carga ultrarrápida deve somar com o aumento de eletropostos para aumentar incentivo aos carros elétricos

Se a ideia de recarga das baterias em menos de dez minutos graças ao nióbio é um incentivo para expansão do mercado de veículos elétricos no Brasil, outra forma de tornar viável à compra desses veículos seria o aumento do numero de pontos de recarga.

De acordo com a Associação Brasileira do Veículos Elétrico (ABVE), neste neste ano de 2021 subiu de 500 para 735 o total de eletropostos públicos e semipúblicos no Brasil. Mas esses pontos de recarga estão distribuídos em apenas 13 Estados.

São considerados eletropostos públicos aqueles instalados em parques, ruas e praças. Os semipúblicos são os de shoppings, áreas de estacionamentos privados, pátios de redes de lanchonetes, postos de abastecimento etc, ou seja, estabelecimentos privados com livre acesso para qualquer veículo elétrico ou híbrido plug-in.

Baterias com nióbio em veículos grandes pode ser uma aposta de melhoria do transporte público

Como dissemos, o desenvolvimento de baterias com nióbio para caminhões elétricos deve contemplar também outros tipos de veículos grandes. A Volkswagen também vai montar ônibus 100% elétricos já com o poder de recarga ultrarrápida através das baterias desenvolvidas pela CBMM.

“Existem modais de transporte de passageiros, como o ônibus, que necessitam de carregamento rápido e essa nova tecnologia tem grande potencial para atender a essas demandas de uma forma eficiente”, avalia Roberto Cortes.

A Volkswagen Caminhões e Ônibus é uma das maiores montadoras de caminhões e ônibus da América Latina. Desde 1981, quando iniciou suas operações, chegar ao topo do mercado, respeitando e satisfazendo as necessidades dos clientes, sempre foi o foco da montadora.

Já a CBMM é líder mundial na produção e comercialização de produtos de nióbio, com mais de 400 clientes em mais de 50 países. Sediada no Brasil, com escritórios e subsidiárias na China, Países Baixos, Singapura, Suíça e Estados Unidos, a companhia fornece produtos e tecnologia
de ponta aos setores de infraestrutura, mobilidade, aeronáutico e energia.

Fonte:https://clickpetroleoegas.com.br/baterias-com-niobio-para-caminhoes-eletricos-devem-impulsionar-mercado-de-veiculos-eletricos-no-brasil-atraves-da-cbmm-e-volkswagen/