Em entrevista à CNN, o consultor do Instituto Clima e Sociedade e ex-Diretor Geral do ONS, Luiz Eduardo Barata, afirmou que o Brasil deve expandir a instalação de fontes de energia renováveis a fim de garantir o abastecimento à população.

“Hoje nós já temos, além das hidrelétricas e das térmicas, um volume considerável de renováveis. Eu entendo que além da expansão que já está planejada para o país, se deveria fazer um programa intensivo de instalação de novas renováveis e usar essas renováveis para recomposição dos reservatórios.”

Luiz Eduardo comenta que em 2001, ano da crise que levou ao racionamento de água, a matriz de produção de energia no Brasil era ainda mais restrita. “Lá em 2001 nós tínhamos basicamente usinas hidrelétricas e algumas poucas térmicas.”

Ainda assim, ele analisa que, apesar da entrada de novas usinas e do reforço no sistema de transmissão, ainda estamos dependentes das condições climáticas dos meses úmidos.

“Vamos depender muito do verão que nós vamos ter agora de novembro a abril. Os estudos não descartam totalmente que tenhamos um ano de 2022 muito difícil. Vai depender essencialmente das condições do verão. Se tivermos uma repetição dos últimos verões, a operação em 2022 será bastante complexa.”

Fonte:https://www.cnnbrasil.com.br/business/brasil-precisa-de-programa-de-instalacao-de-energias-renovaveis-diz-consultor/