Conforme notícia divulgada ontem, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, estará na Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) para inaugurar, entre outras obras, a maior usina fotovoltaica do Brasil entre instituições públicas.

São duas usinas de geração de energia solar que foram construídas na universidade com capacidade para atender 100% da necessidade elétrica consumida no campus. O ministro cumpre agenda no campus da UFR nesta quinta-feira (30) a partir das 8h30.

A reitora da UFR, Analy Polizel, explicou que a usina fotovoltaica 1 foi construída em parceria com a Energisa e tem capacidade de gerar 61,2 kwp. Com isso, foi possível fazer a troca de toda iluminação externa do campus com 523 pontos de iluminação, garantindo economicidade e segurança ao público. Já a usina 2, implantada com recursos de emenda parlamentar e do Ministério da Educação, permite gerar 1.811 kwp e, desta forma, suprir 100% da necessidade energética da universidade. A usina 2 é considerada a maior da região Centro-Oeste entre os órgãos públicos.

Para a construção da usina 1 foram investidos R$ 799.912,93 e para a instalação da usina 2, foram necessários mais R$ 5.919.282,79 em investimentos. Com a geração de energia das duas usinas fotovoltaicas, a UFR informou que irá economizar aproximadamente 20% do valor total de custeio da universidade. Valor que poderá ser investido em outras áreas.

Conforme a UFR, a implementação de uma usina fotovoltaica propicia a utilização sustentável do bem que o estado de Mato Grosso possui em maior abundância no decorrer do ano, a luz solar. O índice de incidência solar no estado de Mato Grosso é um dos principais motivos que garantem que a implantação de usina fotovoltaica que propiciará a geração de energia elétrica de maneira satisfatória e proporcional à necessidade.

DEMAIS INAUGURAÇÕES
O ministro irá inaugurar ainda o ambulatório escola, o bloco F, o bloco de laboratórios, a reforma do restaurante universitário, a reforma do bloco A e a implementação do sistema de tecnologia de informação da universidade.
Segundo a UFR, ao todo foram investidos nas obras que serão inauguradas mais de R$ 20 milhões.

CONVÊNIO COM A PREFEITURA
Além das inaugurações, a UFR assinará um convênio com a Prefeitura de Rondonópolis para a pavimentação asfáltica e a manutenção das vias, visando possibilitar qualidade de vida e desenvolvimento aos espaços institucionais da Universidade Federal de Rondonópolis.

Fonte:https://www.atribunamt.com.br/2021/09/29/energia-solar-usina-vai-suprir-todo-o-consumo-da-ufr/