Os projetos inovadores envolvendo o uso de energia solar não param de surgir. Desta vez, engenheiros desenvolveram um chão sustentável feito com plástico e painéis solares

Engenheiros da Hungria desenvolveram um chão sustentável feito de plástico reciclado e que possui painéis solares para gerar eletricidade. Atualmente, o plástico é um dos grandes problemas do meio ambiente, e por isso diversas empresas buscam dar um fim que não seja no lixão a objetos com este material. Os engenheiros József Cseh, Imre Cziszák e Miklós Ilyés são amigos de infância e desenvolvedores do projeto.

O pavimento que utiliza plástico e painéis de energia solar foi batizado de Platio Solar. Os três engenheiros que o desenvolveram possuem especializações nos setores de Engenharia Química, Paisagismo e Engenharia Mecânica.

Os engenheiros se reencontraram no período da universidade e fundaram a empresa, que oferta pavimentos feitos com plástico reciclado e painéis solares em vários locais, como casas, praças, prédios, calçadas públicas, entre outras obras que utilizam concreto como pavimento. Em apenas cinco anos, o chão sustentável já transformou cerca de 32 toneladas de resíduos plásticos em pavimento, além de garantir a geração de 440 mil kWh de energia solar.

Em 2015, a empresa dos engenheiros era apenas uma ideia, que foi enviada para uma competição, a Terminal’s Smart City Lab. Quando venceram a competição com sua ideia inovadora, o chão sustentável chamou a atenção de várias pessoas e atraiu investidores privados para a empresa dos engenheiros.

Os primeiros protótipos chegaram em meados 2016

Os primeiros protótipos do chão sustentável foram apresentados em 2016 e, após isto, o primeiro projeto foi lançado ao vivo em Astana, na área Green Quarter da World Expo, em 2017.

No mesmo ano, outros projetos-piloto foram desenvolvidos com o intuito de descobrir suas áreas de aplicações, como utilizar o pavimento em um sistema de carregamento de carros elétricos, móveis inteligentes para exteriores, sistema de fornecimento de energia de pontão marinho e vários outros.

A empresa já está presente em mais de 37 países, oferecendo o chão sustentável com painéis solares para a produção de energia pois, de acordo com os engenheiros, seria um desperdício não utilizar os pavimentos que estão pela cidade para a geração de eletricidade.

Fonte:https://clickpetroleoegas.com.br/engenheiros-desenvolvem-o-primeiro-chao-sustentavel-do-mundo-combinando-energia-solar-e-plastico-capaz-de-gerar-440-mil-kwh-de-energia/