Ao todo, 15 placas solares foram instaladas para atender a escola. Uma reforma também foi realizada no prédio da Escola João da Mata, que agora, está equipada com computadores, mesas e livros.

A Escola Municipal Professor João da Mata dos Santos, dentro da Reserva Extrativista (Resex) Rio Pacaás Novos, em Guajará-Mirim (RO), tornou-se a primeira escola pública movida a energia solar. Ao todo, 15 placas solares foram instaladas para atender a escola.

O projeto “Luz para Educação”, desenvolvido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Centro de Estudos Rioterra e o Climate Group, pretende, além de substituir o motor movido a diesel por placas de energia fotovoltaica, promover o conhecimento sobre mudanças climáticas.

Uma reforma também foi realizada no prédio da Escola João da Mata, que agora, está equipada com computadores, mesas e livros. A reforma foi realizada com o apoio da comunidade local, onde residem 26 famílias distribuídas em cinco comunidades e o Instituto Federal de Educação de Rondônia (Ifro).

Fonte:https://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2021/09/29/escola-publica-dentro-de-reserva-extrativista-e-a-primeira-de-ro-a-ser-movida-por-energia-solar.ghtml