A empresa japonesa PowerX, especializada em soluções para energia elétrica, quer enviar navios ao alto-mar para captar energia elétrica, criando parques eólicos off-shore ambulantes. Para isso, uma embarcação especial está em desenvolvimento e deve ser testada em breve.

Os parques eólicos off-shore já são realidade em diversas partes do mundo. As pás eólicas ficam instaladas em alto-mar, mas estáticas e com algumas limitações, como a profundidade da região para a instalação desses equipamentos. Com os navios da PowerX, isso poderá ser evitado e ventos fortes de outras localidades poderão ser aproveitados.

Para levar a energia às casas, os parques eólicos off-shore contam com cabos submarinos muito eficientes, mas que ainda trabalham sob a limitação das instalações das pás, que precisam de 60 metros de profundidade para ficarem firmes. No caso dos navios, a energia seria armazenada em células especiais capazes de abastecer até 22 mil residências japonesas por dia e com apenas uma viagem.

Navio em desenvolvimento

Para criar esse “navio eólico”, a PowerX firmou parceria com a Imabari Shipbuilding, famosa empresa japonesa de construção naval. O projeto, chamado de Power ARK 100, será uma embarcação trimarã (com três cascos) de 100 metros de comprimento e movido por um motor elétrico com autonomia de 300km — além de um backup de biodiesel.

Inicialmente, a parceria prevê o investimento de US$ 8,86 milhões para o primeiro protótipo do ARK 100. Caso o negócio evolua, é possível que tenhamos navios ainda maiores e com capacidade melhorada de armazenamento. O modelo de estreia deve conter 1GHw, mas a ideia é chegar a embarcações com 5GHw.

Segundo a PowerX, o primeiro protótipo deve chegar em 2025.

Fonte:https://canaltech.com.br/meio-ambiente/japao-cria-metodo-inusitado-para-captar-energia-eletrica-em-alto-mar-204001/