O ministro das finanças do Iraque, um dos membros fundadores do cartel global de produtores de petróleo, a Opep, fez um apelo sem precedentes a outros produtores para que se afastem da dependência dos combustíveis fósseis e caminhem na direção de energias renováveis.

Ali Allawi, que também é o vice-primeiro-ministro do Iraque, escreveu uma coluna no The Guardian com o seguinte título: “Sem ajuda para os países produtores de petróleo, zero emissões líquidas até 2050 é um sonho distante”. Na coluna, ele fala em uma “uma renovação econômica focada em políticas e tecnologias ambientalmente saudáveis”.

Junto com o diretor executivo da Agência Internacional de Energia (IEA), Fatih Birol, Ali Allawi escreveu: “Para termos uma chance de limitar os piores efeitos das mudanças climáticas, o mundo precisa mudar fundamentalmente a forma como produz e consome energia, queimando menos carvão, petróleo e gás natural … Se as receitas do petróleo começarem a diminuir antes que os países produtores tenham diversificado com sucesso suas economias, os meios de subsistência serão perdidos e as taxas de pobreza aumentarão”.

O texto foi divulgado pouco antes de uma importante reunião da Opep. Os ministros dos 13 países membros da organização devem se reunir virtualmente para negociar possíveis restrições à produção, já que os preços do petróleo oscilam. A Opep havia concordado anteriormente em aumentar a produção à medida que as economias se recuperavam da pandemia de Covid-19, mas a desaceleração dos mercados levou alguns membros a sugerir uma suspensão do aumento.

O The Guardian entende que esta reunião da Opep também pode discutir a crise climática, em um movimento incomum para os produtores de combustíveis fósseis, meses antes das negociações climáticas da Cop26, programadas para Glasgow em novembro.

O Iraque é um membro fundador da Opep, cartel que inclui muitos dos maiores produtores mundiais, como Arábia Saudita, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Venezuela, Nigéria e vários outros países africanos produtores de petróleo. O grupo Opec + também inclui a Rússia e alguns produtores menores. A maioria destes países tem sido hostil aos apelos por ação sobre a mudança climática, enquanto alguns têm desprezado a ciência do clima.

Fonte:https://umsoplaneta.globo.com/energia/noticia/2021/09/01/membro-da-opep-pede-que-produtores-de-petroleo-se-concentrem-mais-em-energia-renovavel.ghtml