Líderes mundiais que representam dois terços da economia mundial anunciaram nesta terça-feira (2/11) um plano para coordenar a introdução global de tecnologias limpas a fim de reduzir rapidamente seus custos. O anúncio foi feito durante a cúpula 26ª edição da Conferência das Nações Unidas para Mudanças Climáticas (COP26), que acontece em Glasgow, na Escócia, e vai até o próximo dia 12.

Especialistas têm defendido que uma transição global para energia e veículos “verdes” é vital para enfrentar a crise climática – e sabe-se que os custos despencam conforme aumenta a produção, como já visto com painéis solares e lâmpadas LED, por exemplo.

Mais de 40 nações disseram que iriam alinhar padrões e coordenar investimentos para acelerar a produção e antecipar o “ponto de inflexão” em que as tecnologias verdes são mais baratas e acessíveis do que as alternativas movidas a combustíveis fósseis, conforme o Guardian. Nesse ponto, a transição verde e os cortes nas emissões climáticas podem contribuir para acelerar rapidamente o rumo a uma economia líquida zero.

Entre os países que assinaram a chamada Breakthrough Agenda estão o Reino Unido, os EUA, a China, a Índia, a União Europeia e a Austrália. Os primeiros cinco avanços acordados serão:

  • eletricidade limpa,
  • veículos elétricos,
  • aço verde,
  • hidrogênio e
  • agricultura sustentável.

O objetivo é torná-los acessíveis e disponíveis para todas as nações até 2030 e criar 20 milhões de novos empregos. “Ao tornar a tecnologia limpa a escolha mais acessível, acessível e atraente, o padrão nos setores mais poluentes atualmente, podemos cortar as emissões em todo o mundo”, disse Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, que sedia a conferência da ONU.

Entre os novos planos, estão uma iniciativa global de eletricidade lançada pelo Reino Unido e Índia e endossada por 80 nações. A iniciativa Green Grids visa mobilizar vontade política e financiamento para criar “super-redes” internacionais em todos os continentes. Ao conectar muitos locais, as super-redes seriam essenciais para fornecer eletricidade confiável a partir de energia renovável.

Fonte:https://umsoplaneta.globo.com/energia/noticia/2021/11/02/na-cop26-lideres-mundiais-anunciam-plano-para-tornar-tecnologia-verde-mais-barata.ghtml