Se a Hyundai se gabou há pouco tempo de ter alcançado 900 quilômetros de autonomia em testes com o Nexo, carro movido a hidrogênio, a BYD está disposta a quebrar essa marca com o Ocean-X. A empresa apresentou nesta terça-feira (14) o carro elétrico conceito, construído em cima da novíssima e-platform 3.0 e que promete dar ao carro condições de rodar mil quilômetros com uma única carga.

O responsável por isso, segundo a montadora, é o primeiro trem de força elétrico 8 em 1 do mundo que comanda a nova plataforma. O sistema está equipado com tecnologia de carregamento de impulso elétrico de 800 V, resolvendo o problema de as plataformas de alta tensão não poderem ser carregadas e aumentando o poder de carregamento. Segundo a montadora, a e-platform 3.0 pode, após uma carga de 5 minutos, dar autonomia de até 150 km ao Ocean-X.

“O sistema de resfriamento e aquecimento direto projetado original para baterias aumenta a eficiência térmica em até 20% enquanto reduz a perda de energia. Além disso, o sistema de bomba de calor, que pode trabalhar em temperaturas de -30 ℃ a 60 ℃, aumentou a faixa em até 20%, aproveitando o calor residual dos arredores, do trem de força, do compartimento do passageiro e até mesmo das baterias”, explicou a BYD.

A fabricante assegurou ainda que o carro-conceito não deixa a desejar também quando o assunto é velocidade. Segundo o comunicado oficial, o novo sistema AWD elétrico apresenta aceleração de 0 a 100 km/h em impressionantes 2,9 segundos, “resultando em consumo de energia em comparação com os veículos 2WD”, destaca a marca.

A BYD informou também que a e-platform 3.0 “integrou profundamente o sistema de direção, freio e direção”. Segundo a companhia, o controlador de domínio de cockpit inteligente e o controlador de domínio de corpo inteligente da BYD já estão em produção em massa. Quanto ao software, a empresa desenvolveu de forma independente o BYD OS, que separa hardware e software. A ideia é aprimorar ao máximo o sistema de colaboração para altos níveis de direção inteligente.

O desenvolvimento da e-platform 3.0 foi pensado para atender o carro elétrico conceito da marca, batizado de Ocean-X. O design do modelo (que não está em produção comercial, vale lembrar), é bastante interessante e remete aos filmes de ficção científica. A parte frontal tem uma aparência “nervosa”, enquanto a lateral é toda lisa, dando ao carro um visual alongado.

O Ocean-X carrega uma visão traseira de superesportivo, mas sem abandonar o ar futurista de todo o conjunto. Segundo a BYD, o carro-conceito “apresenta saliências mais curtas e uma distância entre eixos mais longa, expandindo significativamente o espaço do passageiro; uma carroceria inferior e uma distância entre eixos mais longa liberam o design aerodinâmico do veículo”.

Se veremos o Ocean-X e sua impressionante autonomia de mil quilômetros realmente à venda para o público, no entanto, ainda é muito cedo para dizer. Mas que chamaria a atenção e atrairia olhares por onde passasse, disso não temos dúvidas.

Fonte:https://canaltech.com.br/veiculos/nova-plataforma-da-byd-promete-autonomia-de-1000-km-para-carro-conceito-195763/