Um Projeto de Leido vereador Waldir Brazão (Avante) propõe que placas de energias solares sejam instaladas em prédios da administração pública municipal. De acordo a medida, a implementação dos painéis deve ser feita no prazo de dois anos, com 50% do equipamento sendo implantado nos primeiros 365 dias a contar da publicação do decreto.

Sendo o texto da lei, as placas serviriam para reduzir os custos com a conta de luz e atenderiam à necessidade de usar energias renováveis nas edificações bem como contribui com a construção da sustentabilidade no Município de RJ, gerando emprego, desenvolvimento tecnológico e potencializando o planejamento urbano.

“A energia solar é a fonte de energia infinita e a menos poluente conhecida até o momento. A principal característica do sistema de aquecimento solar, em relação aos outros sistemas, é que este utiliza uma fonte de energia de baixo impacto sobre o meio ambiente. O uso da energia solar residencial e em empreendimentos empresariais, como hospitais ou hotéis, contribui com a busca por uma eficiência energética que visa diminuir os impactos do Aquecimento Global. Assim também seu uso nas Edificações pertencentes à Administração Pública Municipal do RJ pode contribuir com a Eficiência Energética através da adoção de tecnologias que a utilizem evitando dessa forma o desperdício de energia, gasto este que pode ser revertido em recursos para o investimento em outras áreas”, diz a justifica do projeto.

Centro de Operações Rio reduz consumo de energia com painéis de luz solar

O prédio do Centro de Operações Rio (COR) começou a produzir energia elétrica em 2019, para consumo interno, a partir de luz solar. Uma usina com 48 painéis fotovoltaicos foi instalada na cobertura do edifício, localizado na Cidade Nova. A medida faz parte do Plano de Eficiência Energética do COR, que também promoveu a troca de 878 lâmpadas fluorescentes por LEDs.

A produção de energia dos painéis solares e o uso do LEDs permitem uma economia anual de aproximadamente 113,18 MWh. O valor é equivalente ao consumo de 51 residências – com famílias de quatro pessoas cada – por ano. O projeto de eficiência energética, aprovado na Chamada Pública de Projetos (CPP) do Programa de Eficiência Energética da Light, garante aproximadamente 9% de economia anual em eletricidade.

Fonte:https://diariodorio.com/pl-preve-instalacao-de-placas-de-energia-solar-em-predios-da-administracao-publica/