Range anxiety. O termo em inglês não é para tornar este texto pretensioso, mas sim para explicar que a autonomia é uma das grandes questões dos carros elétricos. Como viajar longas distâncias? Tem estação de recarga no caminho? Quanto tempo demora o carregamento? As respostas para estas perguntas vem sendo respondidas aos poucos com a chegada de uma nova leva de carros elétricos ao Brasil – e também pelo investimentos na infraestrutura das estradas com a cada vez maior difusão de eletropostos.

Mas qual carro pode percorre mais km com uma carga? Quanto custa? Já essas perguntas podem ser respondidas agora. Detalhamos os mais de 20 modelos elétricos à venda no Brasil com preço, potência e tamanho da bateria. E tem de tudo: chinês, alemão, inglês, japonês, norte-americano, subcompacto, hatch, perua, SUV e até superesportivo.

Alguns modelos são extremamente urbanos (ou para viagens curtas), caso do Mini Cooper elétrico, que roda “só” 234 km e o Nissan Leaf, com 272 km. Na faixa dos 300 km, temos os recém-lançados Peugeot e-208 GT e Fiat 500e, além do Renault Zoe e do BMW i3, um dos primeiros carros elétricos a desembarcar no Brasil.

Para ter 400 km ou mais de autonomia, é preciso gastar mais dinheiro e entrar na seara dos premium, como Volvo XC40 RechargeAudi e-tron e Jaguar I-Pace.

Só que o preço não é para todos os bolsos. O mais barato, o JAC E-JS1, parte de R$ 150 mil. Já o mais mais caro, o Porsche Taycan Turbo S, supera a barreira do milhão

Fonte:https://umsoplaneta.globo.com/energia/noticia/2021/10/21/qual-carro-eletrico-vendido-no-brasil-tem-mais-autonomia-e-qual-roda-menos.ghtml