A Toyota tem investido muito em veículos híbridos. Não à toa, com o Corolla, foi a primeira fabricante do mundo a ter um carro que combina um motor flex e um elétrico. Só que os elétricos a bateria, sem qualquer propulsor a combustão, não eram tão fortes na montadora japonesa.

Não eram, no passado. Nesta terça-feira (14), o presidente da Toyota, Akio Toyoda, anunciou um ambicioso plano de lançar 30 modelos elétricos até 2030. Eles serão distribuídos nos mais diversos segmentos, incluindo veículos comerciais e até esportivos.

A meta da empresa vai além. A partir de 2030, o objetivo é vender, anualmente, 3,5 milhões de elétricos em todo o mundo.

Mais do que os planos, a Toyota mostrou 16 conceitos que devem virar modelos de produção nos próximos anos. Eles são divididos entre compactos, SUVs, esportivos, uma picape e até um micro-ônibus. Alguns são da divisão de luxo Lexus.

Falando nela, a meta é que até 2030 todos os Lexus vendidos na América do Norte, Europa e China sejam elétricos. No resto do mundo, o limite é 2035.

O único dos modelos que teve algumas informações técnicas divulgadas é um superesportivo da Lexus. Criado com inspiração no lendário LFA, ele promete acelerar de 0 a 100 km/h na casa dos 2 segundos.

Porém, ao contrário dos carrões com grandes motores, que costumam consumir muito combustível, o protótipo deve entregar autonomia superior a 700 km. Esse alcance só será possível graças às baterias de estado sólido que estão sendo desenvolvidas pela Toyota.

Fonte:https://umsoplaneta.globo.com/energia/noticia/2021/12/19/toyota-quer-vender-35-milhoes-de-carros-eletricos-por-ano-e-promete-linha-com-30-modelos.ghtml